Grata pelas vossas gentis visitas e comentários, apesar de eu não os visitar, com a assiduidade desejada.




Pesquisar neste blogue

A carregar...

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

SUGESTÔES DE PRESENTES

Presentes para quem gostam de comer de forma saudável.

Garrafa de água aromatizada
61H+A2LL9ML._SL1000_.jpg
Spiralizer
61vGlSlKmfL._SL1024_.jpg
Frigideira de cerâmica anti-aderente
611TOk9unEL._SL1067_.jpg
Separador de claras
71N-CuUeoKL._SL1500_.jpg


Frasco para ervas aromáticas
51JKOGRwoxL.jpg
Tampas para a fruta
goodthings-food-savers-fruit-veg.jpg Temporizador de ovos quentes
perfect-egg.jpg
Aromatizador de azeite
81ohalpe0KL._SL1500_.jpg
Moinho de ervas aromáticas
31fdbwgU9HL.jpg

http://www.casalmisterio.com/9-presentes-de-natal-que-o-vao-fahttp://www.casalmisterio.com/9-presentes-de-natal-que-o-vao-fazer-377985zer-377985

domingo, 6 de setembro de 2015

OS 10 NOVOS RESTAURANTES DO PORTO A VISITAR EM 2015

Moderno ou Clássico, Multicultural ou Tradicional. O conceito difere, a qualidade está sempre no expoente máximo.
Conheça os mais recentes restaurantes do Porto a não perder em 2015, sob a orientação doWeBook Porto.

Real Indiana Foz do Douro

Avenida Montevideu – Foz do Douro
Grupo Real Indiana abriu, recentemente, uma unidade na Foz do Douro. Encontre o melhor da comida indiana no nº 26 da Avenida Montevideu.

Casa Garrett

Rua do Doutor Barbosa de Castro
Um conceito inovador inspirado na obra mais célebre de Almeida Garrett, “Viagens na Minha Terra”. Um petisco por cada região, para reviver sensações.

Cantinho do Avillez

Rua Mouzinho da Silveira
O Chefe José Avillez já abriu o seu Cantinho no Norte, no Porto. Tal como no Cantinho de Lisboa, a cozinha é de inspiração portuguesa com influências de viagens.

TapaBento

Rua da Madeira
Na Rua da Madeira abriu um restaurante de tapas de enorme qualidade – o TapaBento. Este espaço ocupa um edifício de traça tradicional, mesmo no centro histórico do Porto.

Indi_Go . Indian Flavours

Rua 15 de Novembro
Indi_Go concilia a qualidade reconhecida do Real Indiana com um serviço mais rápido e funcional, aliado a um preço apelativo para menu tudo incluído, direccionado para os profissionais que trabalham na Boavista. 

Restaurante Romeo Giulietta

Rua do Almada
O Restaurante Romeu Giulietta diferencia-se não só pela sua decoração agradável e única, como também pelo conforto dos  seus diversos espaços, desde a sala Romeo, ao Pátio exterior Giulietta. A carta foi criada pelo chefe Rodrigo Garrett.

Black Mamba – Burgers & Records

Rua Mártires da Liberdade
O Black Mamba – Burgers & Records nasceu da vontade de aliar uma alimentação sem exploração animal, com música direccionada a estilos menos convencionais.

Cantina 32

Rua das Flores
Não pode deixar, também, de visitar o Cantina 32. É obrigatório provar o Creme de abóbora e o Salmão curado com chalota, funcho e ovo raspado.

Stash – The Sandwich Room

Praça Guilherme Gomes Fernandes
O Stash é o novo restaurante do Chefe Pedro Lemos, recentemente premiado com uma estrela Michelin, e de Joana Espinheira, que se pretende assumir como um espaço descontraído e confortável.

Brick Clérigos

Rua Campo Mártires da Pátria
O Brick Clérigos possui uma mesa comunitária, onde as pessoas poderão conviver de uma forma informal, e onde as tapas tomam o papel principal.
RESTAURANTES. DESPORTO. SAÚDE. LAZER.
ENCONTRE, RESERVE E COMENTE OS MELHORES SERVIÇOS DO PORTO.
SAIBA MAIS EM WEBOOK.PT

http://blog.webook.pt/2015/02/06/10-restaurantes-do-porto-a-visitar-em-2015/

domingo, 16 de agosto de 2015

PARQUE DE DIVERSÕES FUTURISTA


Localizado nos arredores de Poitiers, em França, a cerca de 200 quilómetros de Nantes, o Futuroscope é um espaço de atracções surpreendentes para toda a família. Saiba o que pode visitar numa extensão de 60 hectares!


Inaugurado em 1987, o Futuroscope é um parque temático único. Muitas das suas atracções incluem espectáculos em recintos interiores, mas o espaço exterior também está repleto de motivos de interesse


O aérobar do Futuroscope, onde se pode tomar uma bebida a 35 metros de altura, não tem chão


Será que consegue controlar uma bola com a mente? Este é um dos muitos jogos que pode experimentar no pavilhão Arena Fun Experiences


Milhares de pessoas assistem diariamente ao espectáculo nocturno do parque

http://lifestyle.sapo.pt/casa-e-lazer/viagens-e-turismo/fotos/parque-de-diversoes-futurista#galeria=447443&foto=1

sexta-feira, 24 de julho de 2015

VIVER NUM PARAÍSO TROPICAL COM 500€ MENSAIS!!!




Praias de areia branca, água translúcida, mergulho, pesca, boa comida por pouco dinheiro, cuidados de saúde com qualidade. Quer ter uma vida de luxo com um ordenado baixo? Nós mostramos-lhe onde pode consegui-loNeste momento, algures no mundo, há um reformado com um estilo de vida muito parecido com o seu (ou, prepare-se, bem melhor), mas a pagar um terço por uma refeição fora, um quarto da renda por um apartamento, e a gastar um quinto em transportes. Não quer ser um reformado à rasca? A pensão média em Portugal é de 404 euros – afine o inglês, o francês e o castelhano e mude-se para um dos paraísos (ou quase isso) na Ásia ou na América Central e Latina onde 500 euros chegam para fazer a festa.


Panamá – saldos durante todo o ano
Tem medo de furacões? Aqui não há. Além disso, os transportes públicos são fiáveis, a água da torneira pode ser bebida em quase todo o lado e a Internet funciona bem. Mais: existe um programa especial para reformados, com descontos permanentes de até 50%, em cinema, teatro, concertos, eventos desportivos, estadias em hotéis, mas também em bilhetes de transportes públicos e de avião, e até em restaurantes. Só há um senão: o programa exige um rendimento mensal superior a 700 euros; ou 550 se comprar uma casa avaliada em mais de 70 mil euros. Para fugir aos preços da capital, escolha Boquete, na base da montanha mais alta do Panamá, o vulcão Baru. Uma casa com dois quartos, mobilada e com vista, custa 450 euros por mês. No mercado pode comprar atum fresco por 4 euros o quilo e camarões grandes por 8. Um prato tradicional com carne, arroz e feijão custa 3 euros. Um problema? A fama do Panamá como paraíso para os reformados está a inflacionar os preços e a tornar os processos mais lentos.
Tailândia – Para os mais poupadinhos
Conseguiu juntar dinheiro? A Tailândia é uma boa opção. Para obter um visto de reformado precisa de ter no mínimo 50 anos e de depositar 18 mil euros no país. Viver em Banguecoque é caro, mas – regra de ouro para todos os destinos – se fugir da capital terá boas surpresas. Em Chiang Mai, a segunda maior cidade, pode arrendar um apartamento com um quarto por menos de 200 euros. Se é fã de praia, tente as cidades de Rayong ou Chonburi. Depois da casa, tudo o resto vai custar-lhe muito menos – até porque o IVA é de  7 %. Uma ida ao cinema (dois bilhetes e uma bebida) fica por 5 euros, uma cerveja de meio litro por 1 euro. Com um jantar fora por semana e compras nos mercados, um casal gasta cerca de 120 euros por mês em comida. Mas cuidado com as saudades: uma refeição ocidental custa 10 euros por pessoa e comer cereais é um luxo – quase 7 euros a caixa. E se precisar de ir ao médico? Os médicos tailandeses estudaram na Europa e nos Estados Unidos e consegue consulta com a maioria dos especialistas por 35 euros. A alternativa é contratar um seguro de saúde internacional, a partir de 170 euros por ano.



Camboja – festas todas as noites 
Quer poder sair todas as noites para jantar e dançar perto da praia sem ficar falido? Escreva Camboja na sua lista de destinos – 400 quilómetros de costa, praias, florestas, ilhas tropicais e arrozais verdejantes. Depois, procure Sihanoukville: é a maior e mais moderna cidade do litoral. Aqui, a conta da diversão – comida e dança – rondará os 250 euros por mês e a da mercearia os 40. Com um problema: a comunicação com os locais.Os mais velhos falarão um pouco de francês, os mais novos inglês. Se estiver disposto a partilhar casa, pode viver junto à praia por 100 euros por mês, com Internet incluída; com 40 mil euros compra uma casa com 140 metros quadrados. Para se deslocar alugue uma bicicleta (€2,50 por dia) ou apanhe um mototáxi (entre 20 cêntimos e 1 euro, para deslocações no centro). E ocupe a sua agenda de reformado com jogos de ténis, windsurf e pesca. Cuidados de saúde de qualidade é que só na capital, a 200 quilómetros.



Filipinas – para fãs de peixe 
É amante de peixe e marisco? Na Filipinas tem mais de 7 mil ilhas para petiscos. Os melhores serviços médicos privados do país estão em Cebu, no centro, em Davao, a Sul, e, claro, em Manila, a capital – é possível contratar um enfermeiro permanente a partir de 100 euros por mês. Além disso, 90% da população fala inglês. Se prefere a ideia de ter montanha e mar, experimente Cebu, onde duas pessoas conseguem um manjar de três pratos por menos de 10 euros.Um passe mensal para transportes públicos não chega a esse preço e é possível arrendar um apartamento com um quarto no centro da cidade a partir de 300 – os preços caem para metade em zonas mais periféricas. Conte com 150 euros para recolha de lixo, electricidade e água. Uma empregada doméstica custar-lhe-à 30 euros por mês. E há vistos especiais para reformados: se tiver mais de 50 anos, 15 mil euros são suficientes.

 

Costa Rica – para os tecnológicos 
Aqui, o melhor negócio tem vista de montanha: com 350 euros consegue arrendar um apartamento mobilado, com três quartos, em San Ramón, a uma hora da capital, San José. Se é – ou planeia ser – um reformado high-tech, a Costa Rica também lhe dá garantias: a Internet é rápida e a rede tem boa cobertura. Também é um destino interessante para os ecologistas – 99% da energia que o país consome provém de fontes renováveis. Se detesta o Inverno, decore: Cuenca e Quito – onde depois da Primavera vem o Verão, e depois a Primavera outra vez. Cuenca é a terceira maior cidade do Equador – e património mundial desde 1999. Mantém a arquitectura colonial, as ruas estreitas, empedradas, e inúmeros mercados ao ar livre. Tudo isto se cruza com uma animada vida nocturna e com lojas e supermercados modernos. É possível arrendar um apartamento com dois ou três quartos no centro a partir de 250 euros. Se prefere uma cidade maior, pesquise Quito. A capital tem um parque urbano com o dobro do tamanho do Central Park, em Nova Iorque. E restaurantes de topo onde um jantar não lhe custa mais de 40 euros – vinho e cocktails incluídos. Os almoços típicos no Equador custam 3 euros e os seguros de saúde 50 euros por mês.

http://www.jornalq.com/portugal/1157-viver-num-paraiso-tropical-com-500-mensais.html