Grata pelas vossas gentis visitas e comentários, apesar de eu não os visitar, com a assiduidade desejada.




Pesquisar neste blogue

A carregar...

domingo, 10 de maio de 2015

15 LUGARES DO MUNDO, COM MAIOR ESPERANÇA DE VIDA

O que contribui para uma existência longa e saudável? Qualidade de vida, alimentação equilibrada e um sistema de saúde que realmente funcione. 

Macau - A forte economia deste território chinês provém de jogos de azar, mas o governo garante que 70% da verba é investida em saúde. A dieta típica é à base de frutos do mar.
San Marino - Com uma das menores taxas de desemprego da Europa, nenhuma dívida nacional, orçamento excedente e espiritualidade em alta, os 30 mil cidadãos deste microestado parecem não ter do que reclamar. A sua dieta típica é a mediterrânica, considerada uma das mais saudáveis do mundo.
Andorra - Esqui e caminhada estão entre os passatempos favoritos. A dieta típica inclui o estilo mediterrânico, com carne, legumes e peixes.
Singapura - Grandes avanços na saúde pública e boas oportunidades económicas elevaram, ao longo de três décadas, a esperança média de vida.
 
Hong Kong - A dieta típica é feita com peixes cozidos no vapor, legumes e comida cantonesa. 
Austrália - O estilo de vida ativo e a aversão ao tabaco estão entre as causas. A dieta típica com camarão na brasa, grelhados e frutos do mar também ajudam.
Israel - As três principais cidades israelitas classificadas ela esperança de vida são Ra’anana, Modiin-Maccabim-Reut e Beith Shemesh. 
Mónaco - Conhecida por ter o maior número de milionários e multimilionário per capita do mundo, o Mónaco parece render bons frutos aos habitantes. A dieta típica é, em grande parte, constituída por ingredientes da cozinha mediterrânica.
Loma Linda, Califórnia - Local de grande fé, os 23 mil moradores são adventistas praticantes. Costumam viver entre 4 a 7 anos a mais do que o resto do país. A dieta também contribui, visto que a maioria da população é vegetariana.
Guernsey - Os baixos impostos e salários altos oferecem opções de saúde de alto nível.
Icaria, Grécia - Os 10 mil moradores desta ilha geralmente vivem bem. A dieta inclui legumes, peixe e muito azeite.
Islândia - O nível baixo de poluição, assim como dos índices de doenças comuns, como as doenças cardíacas e a depressão, além de muitos outros motivos fazem com que a Islândia tenha uma média alta de vida.
Nicoya, Costa Rica - Os 75 mil nicoianos gozam não só de belas e isoladas praias, mas de uma grande esperança de vida. A dieta meso-americana inclui feijão, abóbora e tortilha de milho, além da água regional ser rica em cálcio e magnésio, o que fortalece os ossos e relaxa as artérias.
Okinawa - Os idosos desta região têm a mais baixa taxa de mortalidade em todo o mundo por doenças comuns. A dieta tradicional japonesa, com apenas 25% de açúcar e 75% de consumo de grãos, peixe, soja e legumes é atribuída como o motivo principal para esta longevidade que chega aos 100 anos.
Sardenha - Com uma das populações com mais centenários do mundo. A dieta da população inclui carne, feijão, verduras, queijo de ovelha e de cabra, além de um bom copo de vinho.

http://lifestyle.sapo.pt/saude/saude-e-medicina/fotos/os-15-lugares-com-maior-esperanca-de-vida-2#galeria=324620&foto=2

quinta-feira, 30 de abril de 2015

ANTIBIÓTICOS A MAIS, SAÚDE A MENOS

Alerta da OMS. Mundo está a fazer pouco para combater mau uso dos antibióticos

A Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou hoje que o mundo faz pouco para combater o mau uso dos antibióticos, aumentando a resistência e permitindo que doenças tratáveis resultem em morte.
No primeiro estudo sobre a resposta dos países ao problema da resistência antimicrobiana - quando os micróbios se tornam insensíveis aos medicamentos - a OMS sublinhou "desvios enormes" nas seis regiões do mundo.
"Trata-se apenas do maior desafio actual em relação às doenças infecciosas", considerou Keiji Fukuda, diretor-geral assistente para a segurança sanitária.
"Todos os tipos de micróbios, incluindo numerosos vírus e parasitas, se tornam resistentes aos medicamentos", explicou, manifestando uma especial preocupação relativamente às bactérias cada vez menos tratáveis com os antibióticos disponíveis.
No ano passado, a OMS emitiu um aviso sobre a questão, considerando que o mundo se dirigia para uma "época pós-antibióticos", na qual é possível morrer de infecções ditas banais ou de ferimentos ligeiros.
Desde então, a organização realizou este estudo em 133 países sobre a resposta à resistência aos medicamentos antimicrobianos para a pneumonia, tuberculose, malária e VIH (Vírus de Imunodeficiência Humana).
O relatório apresenta dados regionais e não por país. Apenas 34 dos 133 países têm em vigor uma política para lutar contra a resistência aos antibióticos. Um dos problemas é a venda livre dos antibióticos sem receita médica muito praticada em todo o mundo.
A contrafacção e a má qualidade são também causas destes problemas, em particular com medicamentos que não contêm a quantidade suficiente de ingredientes activos.
Este é o caso de África "onde se trata de um problema geral", sublinhou o documento, lamentando que apenas tenham respondido ao relatório oito países africanos.
Vários países não publicaram protocolos de tratamento, o que leva a uma utilização excessiva de medicamentos pelos médicos e pelo público. "O uso exagerado e inapropriado de medicamentos antimicrobianos acelera o surgimento de micro-organismos resistentes", afirmou o estudo.
"A situação é alarmante", prosseguiu o relatório, notando que o público, mesmo na Europa, não está consciente do problema e continua a acreditar que os antibióticos podem ser usados contra infecções virais, o que não é verdade. 

Luas/SOL

http://sol.pt/noticia/389012
Verso Flyer.png

Flyer 1 (2).png
Flyer 2.png
Flyer 3.png
http://www.apifarma.pt/Paginas/antibioticos.aspx



sábado, 25 de abril de 2015

5 DESTINOS DE FÉRIAS PARA 2015

Férias 2015: quem ainda não pensou nelas? Não faltam destinos fantásticos para conhecer - o difícil é mesmo escolher.
Top 5 de destinos a visitar com óptimas sugestões para as suas férias. Depois de ler este artigo, vai querer marcar a data!

1. Queenstown, Nova Zelândia

destinos de férias para 2015: queenstown, nova zelândia

Queenstown é a capital mundial dos desportos radicais, sendo um perfeito destino de férias para 2015 e um paraíso para os entusiastas de desporto e aventura. A cidade atrai turistas, não só pelas opções desportivas, mas sim pela diversidade em beleza que a rodeia, como as montanhas Ramarkable e o Lago Wakatipu, local onde foi filmado a trilogia “O Senhor dos Anéis”. 



2. Madeira, Portugal

destinos de férias para 2015: madeira, portugal

Cenários exuberantes, montanhas, florestas, população acolhedora e um clima adorável o ano todo. Assim é a ilha da Madeira, em Portugal. Banhada pelo Oceano Atlântico, o arquipélago é dividido em três costas: 

  • Costa Leste onde há uma pequena praia natural de areia negra; 
  • Costa Oeste onde poderá apreciar o sol mais lindo da ilha sob diversas praias;
  • Costa Norte onde possivelmente irá perder-se em incríveis paisagens verdejantes que se misturam com águas profundas e cristalinas. 


3. Los Roques, Venezuela

destinos de férias para 2015: los roques, venezuela
Considerado o paraíso azul na Venezuela, Los Roques é uma ilha deserta para perder-se por toda a vida e um encantador destino de férias para 2015. Seu mar azul estonteante compõe um pequeno arquipélago de 42 ilhotas e 300 bancos de areia cercado de beleza paradisíaca e recifes corais. Para complementar a incrível beleza da ilha o sol brilha em cores nos tons de amarelo a vermelho ao nascer e descer sob o mar.

4. Salvador, Brasil

destinos de férias para 2015: salvador, brasil

Salvador é o sítio da mistura, quer seja na religião, etnia, cores, sabores e sons. Um sítio exótico onde qualquer atividade pode terminar em festa. A capital da Bahia é um fantástico destino de férias para 2015 para quem deseja viajar para o Brasil e fugir do eixo Rio de Janeiro – São Paulo e conhecer mais da cultura brasileira: carnaval, arquitectura, belezas naturais, etc.


5. Cracóvia, Polónia

destinos de férias para 2015: cracóvia, polónia

Para quem aprecia história, a Polónia está cheia de acontecimentos para serem descobertos. Entre as diversas cidades do país, Cracóvia recebe turistas o ano todo, sendo um magnifico destino de férias para 2015 por vários motivos, um deles é a classificação dada pela UNESCO como uma das cidades mais bonitas do mundo, além de muitos dos seus pontos turísticos serem originais por terem sidos poupados da destruição da Segunda Guerra Mundial. Cracóvia é um verdadeiro encanto em cultura, arquitectura, gastronomia, etc.


http://www.e-konomista.pt/artigo/5-destinos-de-ferias-para-2015/

segunda-feira, 20 de abril de 2015

LUGARES FORA DOS ROTEIROS TURÍSTICOS, PARA VISITAR EM PORTUGAL

Piódão

A paisagem pitoresca da aldeia de Piódão, na região centro do país. Piódão faz parte das “Aldeias Históricas de Portugal”, um conjunto de aldeias e vilarejos que foram restaurados e se encontram protegidos, devido à sua importância histórica. Não sendo propriamente desconhecida entre os portugueses, é muitas vezes deixada de fora.
As paredes de xisto e as portas e janelas pintadas de azul caracterizam a aldeia, que nos períodos festivos, como Páscoa e Natal, vê regressarem muitos dos jovens que foram obrigados a deixar a terra em busca de melhores condições de vida. A população que por aqui ficou vive essencialmente da agricultura e faz as delícias dos visitantes, já que alia a hospitalidade a uma forma de vida que mantém tradições com séculos de história.
Piódão impressiona pela longevidade, com casas que parecem estar no mesmo ponto em que estavam quando foram construídas, com as ruas apertadas e o chão de pedra a nos transportar para um tempo que não é o nosso.
Piodao1
Foto via
Se visitar Piódão, separe um tempo para ir até à aldeia vizinha de Foz d’Égua, onde encontrará a natureza em estado puro da Serra do Açor, o ponto de encontro de duas ribeiras, a de Piódão e a de Chãs, com uma ponte no melhor estilo Indiana Jones, e uma praia fluvial que será uma tentação nos dias mais quentes.
FozdEgua1
Foto © Sérgio Andrade

Monsanto

Também parte do grupo de aldeias históricas, Monsanto tem a particularidade de ter sido construída em meio a enormes pedregulhos, hoje cobertos de musgo e que oferecem outra cor a este lugar. Com origens na Idade da Pedra, Monsanto foi considerada “a aldeia mais portuguesa de Portugal” em 1938, por António de Oliveira Salazar, à época líder da ditadura que tomou conta de Portugal durante mais de 40 anos. A explicação para o veredicto do chefe de Governo está relacionada com a cultura e arquitectura ricas, que misturam influências dos vários ocupantes da região.
As casas foram esculpidas em pedra granítica, com telhados vermelhos e perfeitamente ancoradas nas pedras. No topo de uma dessas montanhas de granito, fica um castelo que oferece uma das melhores vistas da região.
Monsanto1
Foto via

Arquipélago das Berlengas

Quando se fala em ilhas e arquipélagos de Portugal, Açores e Madeira surgem no topo da lista. Não é difícil encontrar portugueses que não conheçam o Arquipélago das Berlengas e já tenham visitado Açores e Madeira (bem mais longe no Atlântico, acessíveis apenas em viagens de avião) mais do que uma vez. A boa notícia é: comparações à parte, as Berlengas têm muito para oferecer aos visitantes.
A pouco mais de 10km da cidade costeira de Peniche, é fácil acessar a ilha principal, Berlenga Grande, através de um ferry boat que opera entre maio e Setembro (no resto do ano, o Atlântico não deixa). O arquipélago é parcialmente desabitado, excepção feita à ilha principal, onde o mar rico em diferentes espécies de peixe serve de sustento à população.
A ilha não tem mais do que 2km de comprimento, mas é feita de penhascos, vales, enseadas e cavernas de granito, entrecortadas por águas claras, em um cenário difícil de encontrar em outras partes. A grande variedade de espécies de aves (cuidado com as gaivotas, elas dominam a ilha) fez das Berlengas Reserva Mundial da Biosfera da UNESCO. Se pensa visitar a ilha em breve, não se esqueça de incluir o Forte de São João Baptista no roteiro, uma fortaleza militar acessível por uma estreita e serpenteante escadaria.
Se a paixão bater forte, pode pegar sua barraca e acampar numa das encostas da ilha.
Berlengas1
Foto © Warl0rdPT
http://nomadesdigitais.com/10-lugares-fora-dos-roteiros-turisticos-tradicionais-para-visitar-em-portugal/#